seguranca social logotipo
Print Friendly, PDF & Email

O Conselho de Ministros, reunido na manhã desta quinta-feira, aprovou a prorrogação, até ao mês que se segue (agosto de 2020) do prazo para as empresas indicarem à Segurança Social os planos de pagamento que vão seguir para regularizar as contribuições em falta.

“Estabelece um regime excecional e temporário de cumprimento de obrigações fiscais e contribuições sociais, no âmbito da pandemia da doença Covid-19, estendendo o prazo (até agosto de 2020) para as entidades empregadoras indicarem na Segurança Social Direta quais os prazos de pagamento das contribuições diferidas que pretendem utilizar”, detalha o Conselho, em comunicado.

As empresas devem fazer o seu pedido no site da Segurança Social Direta, acedendo ao formulário, que deve ser integralmente preenchido e através do qual podem simular os resultados do plano que pretendem. Depois de validado, o pedido fica sujeito à aprovação da Segurança Social que enviará, posteriormente, através da sua caixa de mensagens, a resposta final.